BLOG DA BIA

  • O marketing da pandemia e a máscara da Osklen

    By on 6 de maio de 2020

    Ontem, a Osklen lançou um novo produto que gerou reação imediata na internet. Você viu?⠀⠀⠀⠀⠀
    Estava acompanhando a questão desde ontem, para ver se a marca se posicionaria.

    Do ponto de vista de comunicação, sem dúvida, o esperado seria um posicionamento da marca sobre o ocorrido. Até porque subiu em seu e-commerce e, quando viu a confusão, logo retirou. Como se em 2020 fosse possível alguém que tem uma grande audiência fazer algo e não ser percebido.

    Mais do que uma declaração simples enaltecendo seus feitos, como vemos no comentário, um reconhecimento de que o momento requer ir além é preciso. O Marketing da Pandemia está a solta, se sua marca ou você não faz parte dele: seja transparente, o que já não é novidade, principalmente em pautas de #sustentabilidade – bandeira sustentada pela #Osklen.

    Estamos vivendo uma PANDEMIA, usar esse momento para comércio é polêmico – seja ele qual for. Eu e a ÀMdC somos do time que não acredita que deve ser glamourizado o EPI que é recomendado pelo ministério da saúde para o uso de todos, para auxiliar na prevenção do Covid 19.

    Repensar esse “novo normal”, se é que ele existirá, precisa de mudança na estrutura como falado no post anterior e que não tem mais espaço para bandeiras insustentáveis. Sem trocadilhos.

    Leia mais
    A Moda da Casa
  • O “NOVO NORMAL” da Vogue Brasil

    By on 4 de maio de 2020
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Há um abismo entre o que a Vogue Brasil publica em sua revista e o que fala nas redes sociais. Em seu perfil no Instagram, perguntas aos seguidores sobre este momento de #pandemia, lives e mais lives, mentoria, conteúdo sobre moda brasileira e … ouvidos tampados.
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Se usam os canais para perguntar e ter interação com quem os segue, devem ter a capacidade de ESCUTA. Quão importante seria uma edição que trouxesse da sua capa às suas páginas  reflexões a partir dessas trocas – se troca elas fossem.
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Engessar uma capa já feita que em nada reflete o momento e o contexto histórico que estamos vivendo, em meio a uma PANDEMIA que tem afetado a realidade do mundo, é a continuação da alienação pregada por anos – disfarçada em tentativas recentes -, por uma revista que deveria retratar a moda e o comportamento do seu tempo. É como negar a existência no e do hoje. E se mostra não só alienada, mas apegada a padrões que clamam por seguir existindo – para poder dar significado ao que são.
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Faz tempo que vivemos mudanças e transições. Contemporaneidade na moda é palavra de ordem. É hora de aproveitar o tão falado “novo normal” e mudar estruturas. O novo precisa vir, mas não virá sem mudança estruturais.
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Aproveito esse texto pra reforçar uma coisa: sua marca precisa ser a mesma em todos os pontos de contato com o seu público, trazer a mesma experiência e relacionamento. Não existe divisão de on e offline.
    Ainda mais, neste caso, sendo revista impressa, que tem cada vez menos vendas.
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    É um tempo de oportunidade de ser relevante. Seja.
    Leia mais
    A Moda da Casa
  • #quotedodia

    By on 23 de abril de 2020

    Neste período de isolamento social, tenho tirado algumas horas da semana para falar com queridos e amigos.

    Durante um papo de muitos minutos no celular com o fotógrafo e amigo Thiago Bruno  sobre projetos, presente e mercado, ele anotou uma fala minha e virou o #quotedodia, no instagram dele: @euthiagobruno

    Falei parte desse assunto aqui, quando comentei dos estudos de antropologia que tenho feito.
    Vale ver o post Outros Futuros.

    Leia mais
    A Moda da Casa
  • Outros Futuros

    By on 19 de abril de 2020

    Um mês em distanciamento social chegou por aqui e com ele o meu momento de estudar algo. A decisão foi por antropologia sobre #OutrosFuturos – curso do Puxadinho (no instagram: @puxadinho__ )

    E fiquei pensando muito sobre tudo isso que temos viviso e, de verdade, estar no “meio”- se os extremos são os ricos e pobres-, me traz um chamamento à conscientização do privilégio do teto, da comida, da segurança; da importância de não olhar o outro como uma oportunidade de consumir algo e de estar vivendo este momento presente refigurando em mim o essencial.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Qual é o seu lugar de partida neste momento?

    Só por meio de algo que nos afeta realmente é possível agir. É preciso enfrentar o desconforto e sentir nele pelo que você se culpa, do que você é feito, pelo que você se deixa ancorar e qual o seu lugar de contemplar o belo; parando de deixar a estrutura que nos moldou nos mover no automático. Desta forma, tentar entender o estar presente no tempo e espaço apresentado, para buscar uma mudança, uma resposta, uma solução.

    Será que nesse “novo normal” tão falado teremos mesmo as mudanças que acreditávamos há 1 mês atrás, quando tudo começou? Será que é possível virar a chave do consumir o outro para a da cidadania?

    Para qualquer realidade existir ela precisa começar em mim e buscar uma forma de acessibilizar a mudança no cotidiano, para alcançar outros e se multiplicar. As mudanças não começam a partir de coisas, mas, sim, a partir de
    p e s s o a s.

    Sem dúvida, é um desafio mexer em estruturas, mas não precisamos criar uma conexão determinista com o tempo. Qual é o nosso processo individual e e como vamos usar o nosso repertório?
    Talvez, este seja o primeiro passo para hoje, para depois do Covid 19 e para o durante a nossa vida.

    Leia mais
    A Moda da Casa
  • SPFW lança perfil no Medium

    By on 19 de julho de 2019

    Além de lançar o #podcastSPFW, o #SPFW agora tem um perfil no @medium. Com textos sobre temas e personagens que fazem parte da história do evento, o conteúdo é informativo e inspirador. Vale a pena ler!
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Para saber mais sobre:@spfw
    E no Medium: @spfwoficial

    Leia mais
    A Moda da Casa
  • Instagram oculta número de likes

    By on 17 de julho de 2019

    Reparou que agora o instagram não mostra mais o número de likes nas publicações? A mudança, que começou a ser implementada em outros países no mês de maio, chegou hoje ao perfil de alguns usuários brasileiros. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Segundo a rede social, o objetivo é diminuir o sentimento de competição e até ansiedade que esse número vem causando e que dessa forma os usuários fiquem mais focados em produzir um conteúdo genuíno que não tenha seu sucesso baseado nas curtidas.
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Para marcas, acreditamos que esta mudança vai trazer uma maior obrigatoriedade de criar conteúdo atraente, que não sofra interferência do número de likes.
    ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
    Por aqui seguimos torcendo para que seja possível aprender a usar a internet de forma que reflita quem somos e o ambiente digital se torne menos tóxico! E você, gostou da mudança?

    Leia mais
    A Moda da Casa