àmdc :: the only constance is change

àmdc :: the only constance is change

 

The Only Constance is Change

 

O ano era 2006 e a àmdc nasceu ‘Consultoria Criativa’. De início, as marcas cariocas de moda mais famosas da época se tornaram clientes. O foco era desenvolver o conceito da coleção e seu desdobramento na comunicação e, de forma natural, a Direção Criativa e Conteúdo passaram a ser um dos serviços – ainda numa época totalmente offline.

O ~Digital chegou, com ele uma mudança geográfica do QG e aprofundamento no tema, em especialização, para a adaptação da àmdc – agora uma agência. A cada 3 minutos um de nossos clientes tinha um conteúdo postado e esse passou a ser serviço mais procurado.

 

A entrega sempre foi baseada na narrativa e em emoções, mesmo quando isso nem era tão relevante. Nossa crase indica uma construção colaborativa, por aqui, a busca pela verdade do cliente em horas de escuta sempre foi essencial.

Depois de 10 anos – de 2008 a 2018 – construindo estratégias com as marcas, tendo ênfase no digital, o ~JOMO – Joy of Missing Out (ou ‘alegria de estar por fora’, em tradução livre) passou a ser um desejo pessoal. Naturalmente, como uma marca de uma CEO (@biavianna), que também desempenha tantas funções quantas forem necessárias, esse desejo pessoal refletiu na àmdc e, novamente, novos caminhos precisaram ser desenhados.

 

A Pandemia chegou tornando tudo mais urgente e acelerando processos. O plano de expansão se fez realidade e como um sinal, enquanto os questionamentos estavam latentes, a conta original do Instagram (@amdcagencia) se perdeu. Nada e nem ninguém pode recuperar.

Com menos distração e aproveitando o JOMO, o tempo tem sido investido no mergulho em estudos da essência da àmdc e do mundo que vivemos depois desses 14 anos. Por 3 meses novos formatos e entregas foram prototipados e como muitos negócios em 2020: é hora de experimentar.

Com inspiração nos aprendizados das neurociências, ficou compreendido que este momento não é sobre queimar pontes ou desconsiderar a expertise, mas sobre a capacidade de se adaptar e a habilidade para modificar a organização estrutural.

Quer saber mais sobre marketing e comunicação com o filtro das neurociências e narrativas a partir do indivíduo e seus sentimentos? O lugar é aqui! Faça contato.